Arquivo da tag: oficina

INFORME LABE NOVEMBRO

Oi pessoal, as novidades de novembro são:

// últimos dias para se inscrever no curso online Cyberquilombo

flyer_04

O CyberQuilombo é um Curso de Formação Online de Oficineiros LabE que remixa africanidades com cultura digital, e esta setima edição é financiada pelo edital Vai Tec, da prefeitura de São Paulo

O labExperimental é um projeto online de formação livre, pautado no debate de cultura de rede, sistematizado em quatro eixos: organização de coletivos, ocupação do espaço público, mídia livre e remixologia. De 2013 a 2015, produzimos 6 edições do curso de formação online.

Estão abertas as inscrições para o Cyberquilombo SP – 7º Edital de Formação de Oficineiros LabE até 11 de novembro!

// novo vídeo no ar: OCUPAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO – LARGO DA BATATA, com Laura Sobral

Laura conta a trajetória do espaço do Largo da Batata, desde sua época onde acontecia um mercado livre, a reforma interminável do Largo e a intervenção contínua do coletivo A Batata Precisa de Você.

 

// labe de HACKERATIVISMO

Quer potencializar o tema de sua pesquisa com dados?

Estaremos com o LabExperimental de Hackerativismo – nessa oficina você poderá aprender mais sobre cultura digital e ativismo por meio de conceitos e técnicas de recolhimento e visualização de dados para construção de um trabalho colaborativo prático na área de transparência e dados abertos.

Onde e quando? Casa de Cultura Tendal da Lapa – 10, 17 e 24 de Novembro e 01, 10 e 17 de Dezembro, das 18:30h às 21h50. Inscrições pelo link https://goo.gl/9Fo1go ou direto no local (Tendal da Lapa)

programa governo aberto
programa governo aberto

// 5 vagas para roda de conversa com Djamila Ribeiro – na formação “Mulheres na Política” – será na próxima segunda, dia 09 de novembro das 20 as 22h – quer vir? manda um email pra gente no lab@labexperimental.org

http://www.cartacapital.com.br/colunistas/djamila-ribeiro

// Workshop Inspirador em Belém do Pará – no Sesc Boulevard

O projeto Inspirador, iniciativa do Instituto Goethe e do Ministério da Cultura, é uma sistematização de conteúdo resultado de muitas rodas de conversa com produtores culturais independentes e makers para repensar e exercitar um jeito sustentável de fazer eventos culturais.

abacaxi

O labE participou na elaboração e sistematização do Inspirador :)

labE de Hackerativismo gratuito

Quer aprofundar o tema de sua pesquisa com dados?

Estaremos com o LabExperimental de Hackerativismo – nessa oficina você poderá aprender mais sobre cultura digital e ativismo por meio de conceitos e técnicas de recolhimento e visualização de dados para construção de um trabalho colaborativo prático na área de transparência e dados abertos.

Onde e quando? Casa de Cultura Tendal da Lapa – 10, 17 e 24 de Novembro e 01, 10 e 17 de Dezembro, das 18:30h às 21:50h

Centro de Formação Cultural Tiradentes – 14/01, 21/01 e 28/01 e 04/02, 18/02 e 25/02 das 14h às 17h20

Inscrições pelo link https://goo.gl/9Fo1go

Ou direto no local

Ocupação do espaço público – A Batata Precisa de Você, com Laura Sobral

“Intervenções que dessem esse sentimento de pertencimento das pessoas com o lugar pra gerar cuidado. A partir dessa geração de cuidado você estabelece outra relação com a cidade, e os lugares ficam mais vivos e mais interessantes”

OCUPAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO – A BATATA PRECISA DE VOCÊ,  é a vídeo-oficina online de Laura Sobral, que conta a trajetória do espaço do Largo da Batata, no curso CyberQuilombo, Formação Online de Oficineiros LabE, que remixa africanidades com cultura digital.

Laura conta a trajetória do espaço do Largo da Batata, desde sua época onde acontecia um mercado livre, a reforma interminável do Largo e a intervenção contínua do coletivo A Batata Precisa de Você.

“Formulada em 1997, na gestão do então prefeito Paulo Maluf, a Operação Urbana Faria Lima foi formatada para padronizar a área da Nova Faria Lima e do Mercado de Pinheiros até o Rio Pinheiros, incluindo o Largo da Batata, no padrão da Faria Lima, avenida sede de instituições corporativas e financeiras. Essa obra durou mais de 10 anos e o Largo foi aberto para utilização no ano passado, em 2013. Depois de mais de 150 milhões investidos, o Largo, antes um lugar vivo pelo intenso comércio ambulante e vida nas ruas, tinha se transformado em um deserto, sem árvores de porte que proporcionassem sombra nem nenhum mobiliário urbano além dos postes de iluminação”, trecho do site http://largodabatata.com.br/a-batata-precisa-de-voce/

“Por que a gente considera o facebook um espaço público também? Pela quantidade de pessoas que estão ali no grupo da batata…, e tudo é discutido antecipadamente no mundo virtual… As duas coisas se fortalecem”.

Saiba mais sobre a ação do grupo A BATATA PRECISA DE VOCÊ na publicação disponível em pdf: http://largodabatata.com.br/publicacao/

 

 

 

Inscrições Abertas para o CyberQuilombo

Estão abertas as inscrições para o Cyberquilombo SP – 7º Edital de Formação de Oficineiros LabE, aprovado pelo Edital Vai Tec, da prefeitura de São Paulo

AS INSCRIÇÕES VÃO ATÉ  11.11 E O RESULTADO SERÁ PUBLICADO NO DIA 16.11.

O edital é destinado a interessados em desenvolver habilidades de arte-educação, educomunicação e processos colaborativos no tema “Africanidades”, em conjunto com adolescentes, jovens e adultos em escolas e centros culturais.

Serão selecionados 10 inscritos, que desenvolverão o projeto com treinamento e acompanhamento da equipe do LabE. Podem se inscrever para o processo de formação maiores de idade QUE RESIDAM EM SÃO PAULO (*Aos interessados que não residem em São Paulo podem fazer a inscrição que entraremos em contato quando realizarmos a próxima edição aberta para todo o Brasil*). O curso é gratuito!!!

flyer_04

Serão 10 encontros (uma vez por semana) de 18.11.15 à 16.02.16, de formação à distância, via hangout, nos quais será discutido, junto a palestrantes convidados, quatro eixos temáticos – modelos de organização, ocupação de espaços públicos, mídia livre e remixologia – que fazem parte do laboratório de criatividade e cultura digital e conteúdos da temática afro que contextualizam os participantes e auxiliam a pensarem a melhor forma de gerar uma ação comprometida com a importância e complexidade do tema, tendo em mente que, desde 2003, o ensino de história e cultura afro é obrigatório nas escolas, mas sofre diversos problemas na sua implementação justamente por culpa das dificuldades de alguns professores em abordar o tema sem reproduzir os mesmos preconceitos que a eles foi passado durante sua formação.

A seleção se dará em 2 etapas: analise técnica das inscrições e entrevista presencial com os candidatos.

Todos os encontros são gravados e editados no formato de video-oficinas. A documentação das falas dos candidatos fazem parte do projeto de criação de uma biblioteca de video-oficinas sobre as temáticas de africanidades, cultura digital e diversidade, para que possam ser utilizadas para estudos online por professores do ensino básico interessados em aplicar a lei 10.639/03, e estudiosos e curiosos de todo o Brasil (e quem sabe América Latina).

Assista as vídeos-oficinas produzidas na ultima edição do CyberQuilombo:

“Música Negra e Movimento Black Power”, com Eugenio Lima.

“Mulher Negra e Feminismo”, com Bergman de Paula

“Oralidade e Literatura Negra Contemporânea”, com Allan da Rosa

Link para inscrições: http://goo.gl/forms/ZD6y5tb2JO

Mais infos:
labexperimental.org

Dúvidas e sugestões, entrar em contato com lab@labexperimental.org

Informe labE Setembro

SAIU O TERCEIRO VÍDEO DO CYBERQUILOMBO!
O CyberQuilombo foi a quinta edição do Curso de Formação Online de Oficineiros LabExperimental.org e que remixa africanidades com cultura digital. Asas falas dos palestrantes convidados fazem parte do projeto de criação de uma biblioteca de video-oficinas sobre as temáticas de africanidades, cultura digital e diversidade, para que possam ser utilizadas para estudos online por professores do ensino básico interessados em aplicar a lei 10.639/03, e estudiosos e curiosos de todo o Brasil (e quem sabe América Latina).
ASSISTA ao Video 3 – “Oralidade e Literatura Negra Contemporânea” , com o escritor Allan da Rosa.

INSPIRADOR – WORKSHOP DE PRODUÇÃO CULTURAL,
no Condomínio Cultural, dias 06, 08 e 09 de outubro.
O workshop de planejamento é orientado pela ação, a partir do Inspirador***, um guia de produção independente  para colocar a “mão na massa”, iniciativa do MinC e do Goethe Institut. O workshop terá como fio condutor as 6 hashtags (#) do Inspirador, que representam os campos de atuação em todas as fases do cronograma da produção cultural. As práticas se cruzam, se complementam e oferecem um olhar panorâmico sobre o evento. Orientadoras: Isabel Holzl, Jonaya de Castro, Laura Sobral, Lorena Vicini. Link para inscrições e mais infos:  http://goo.gl/forms/P6nE55qXhE
*** O manual pode ser baixado aqui: http://www.goethe.de/ins/br/lp/pro/Inspirador.pdf
flyer workshop sp

Aviso ao coletivo parceiros: Temos 5 mil Bolinhas, piscinas e EVAs! Quem tiver ideias criativas de como podemos usar as piscinas e as cinco mil bolinhas ou queira usá-las em algum evento ou intervenção é só falar com a gente.  \o/

No dia, 05 de setembro, no Anhangabau, centro de SP, durante o evento SP Na Rua, o labExperimental realizou a intervenção Planetarium. Juntamos três piscinas de bolinhas, um largo espaço para sentar, para brincar e água livre. É no espaço público que reinventamos a cidade! Saiba mais: “Quando adultos viram crianças no meio da rua”
http://labexperimental.org/cidadeparabrincar/
Captura de Tela 2015-09-23 às 15.24.39

“MULHER NEGRA E FEMINISMO”, com Bergman de Paula

“Tem que ter mais troca! Temos que pensar em formas de expandir e ampliar o repertório em relação a esse debate. (…) A gente precisa cada vez mais criar formas de difusão das nossas ideias. A propaganda revolucionária tem que ser um dos nos nossos motes”, Bergman de Paula.

“MULHER NEGRA E FEMINISMO” é a vídeo-oficina online de Bergman de Paula, historiadora e integrante do Grupo Kilombagem, que realizou uma oficina no curso CyberQuilombo, Formação Online de Oficineiros LabE, que remixa africanidades com cultura digital.

Nos primeiros minutos do video, Bergman narra o depoimento da escrava Tibuba, do livro “Eu Tituba, Feiticeira Negra de Salem”, da escritora Maryse Condé. “Em detrimento de ter os seus filhos e de criar sua unidade familiar, elas cuidavam da unidade familiar de seus senhores. (…) na pós-abolição esses antagonismos vão se acentuando de uma outra forma (…) mesmo depois de libertas, essas mulheres continuam como serviçais, porém agora elas não são mais as escravas domésticas, elas são as empregadas, as trabalhadoras domésticas”, analisa Bergman.

vídeo:

CYBERQUILOMBO

>>Queremos facilitar a aplicação da lei: 10.639/03

Com base na Lei nº 10.639, assinada e promulgada em 2003 que define que a temática afro-brasileira é obrigatória nos currículos dos ensinos fundamental e médio, pretendemos,  a partir das oficinas e intervenções promovidas pelos oficineiros participantes do CyberQuilombo, aplicar pílulas de ações dentro das escolas que promovam reflexões sobre a importância da participação do negro na nossa sociedade.

Dentro das discussões pedagógicas em torno da lei são identificados diversos desafios para o cumprimento pelas escolas. Um deles é a falta de material dos professores para abordarem o assunto de maneira teórica e prática sem reproduzir os preconceitos existentes nos livros didáticos que narram a história do negro através de um olhar branco eurocentrista. Partindo dessa informação, pretendemos através das vídeo-oficinas a partir da documentação das falas dos palestrantes convidados contribuir com processo de criação de conteúdo sobre a temática afro, a fim de que as mesmas possam ser utilizadas para estudos online de professores do ensino básico interessados em aplicar a lei 10.639/03, e estudiosos e curiosos em geral.

O LabExperimental é um projeto online de formação livre, pautado no debate de cultura de rede, sistematizado em quatro eixos: modelos de organização, ocupação do espaço público, mídia livre e remixologia. De 2013 a 2015, produzimos 5 edições do curso de formação online.

mais infos: http://labexperimental.org/cyberquilombo/

Inspirador – manual de produção cultural

O projeto Inspirador, iniciativa do Instituto Goethe e do Ministério da Cultura, é uma sistematização de conteúdo resultado de muitas rodas de conversa com produtores culturais independentes e makers para repensar e exercitar um jeito sustentável de fazer eventos culturais.

abacaxi

O labE participou na elaboração e sistematização do Inspirador 🙂

// mapa/check list de ideias práticas de produção cultural
// organizado em hashtags (#)
// dá pra usar digitalmente ou impresso em casa
// dá pra levar a campo, rabiscar, compartilhar com a equipe, e ”checkar” os itens
// colabora com ideias práticas ao enfrentar os “abacaxis” da produção de eventos culturais

Inscrições abertas: MULHERES NA POLíTICA

6º Edital de Formação LabExperimental 2015 – turma 6

De 19/07/15 a 08/08/15 estão abertas as inscrições do 6º Edital de Formação LabExperimental – Laboratório de Criatividade, no tema: MULHERES NA POLÍTICA – FORMAÇÃO CRÍTICA E CONJUNTURA

#mulheresnapolitica

O processo tem como principal objetivo experimentar um curso livre de formação de oficineiros através de encontros digitais, presenciais e através da experiência empírica.

EM BREVE DIVULGAREMOS A LISTA DE PALESTRANTES PARA AS OFICINAS.

O edital é destinado também a interessadas em desenvolver habilidades de arte-educação, educomunicação e processos colaborativos em conjunto com adolescentes, jovens e adultos em escolas e centros culturais.

Serão selecionadas 10 inscritas, que desenvolverão o projeto com treinamento e acompanhamento da equipe idealizadora. Podem se inscrever para o processo de formação maiores de idade de qualquer cidade do Brasil. O curso livre de formação LabExperimental é gratuito.

Metodologia:

Livre-discussão:
– 10 encontros (uma vez por semana) de formação à distância (internet).

Livre-prática:
– 6 oficinas de construção de intervenção na escola/centro cultural articulado na região
– 6 horas de ação cultural com os alunos na escola/centro cultural articulado na região

A seleção se dará em 3 etapas que iniciarão a partir do dia seguinte ao término das inscrições até 14 de agosto, data de divulgação do resultado. As etapas consistem na análise técnica da inscrição, oficina de pré-seleção (selecionará 30 candidatos), e a semana de avaliação baseada nos critérios de disponibilidade, pontualidade e assiduidade nas oficinas, trabalho em equipe e comprometimento.

O curso livre de formação será de 17 de agosto a 20 de outubro.
O resultado deverá ser de 10 intervenções culturais e pretende atingir direta e indiretamente 10 mil pessoas.

Mais infos:
labexperimental.org

DÚVIDA
entrar em contato com lab@labexperimental.org

“Música Negra e Movimento Black Power”, com Eugenio Lima

“(…) Frantz Fanon, Malcolm X, Mano Brown, James Brown, Nelson Mandela, Dona Ivone Lara, Bimba, Pastinha, eu posso colocar todo mundo que eu quiser numa fala porque essa ancestralidade e essas vozes se encontram com a minha voz porque eu sou negro. É uma vantagem filosófica incrível que o hip hop sabiamente foi utilizar no conceito de periferia. Quando o GOG fala que periferia é periferia aqui ou em qualquer lugar, ele tá falando também disso. Existe uma linha indivizível das periferias de todo mundo, que é análogo à nossa construção diaspórica”, Eugênio Lima.

Esse trecho compõe o vídeo da oficina online do Eugênio Lima no Cyberquilombo. Serão 8 vídeo-oficinas que integram o conteúdo produzido durante o curso CyberQuilombo, na quinta edição do Curso de Formação Online de Oficineiros LabE, que remixa africanidades com cultura digital.

Dentre os principais objetivos do projeto está contribuir para aplicação da lei 10.639, assinada e promulgada em 2003, que define que a temática afro-brasileira é obrigatória nos currículos dos ensinos fundamental e médio.

Nas discussões pedagógicas em torno da lei são identificados diversos desafios para o cumprimento pelas escolas. Um deles é a falta de material de formação para professores abordarem o assunto de maneira teórica e prática, sem reproduzir preconceitos existentes nos livros didáticos que narram a história do negro através de um olhar branco eurocentrista. Pretendemos através da documentação das falas dos palestrantes produzir video-oficinas sobre a temática de africanidades e cultura digital, afim de que as mesmas possam ser utilizadas para estudos online de professores do ensino básico interessados em aplicar a lei 10.639/03.

Vídeo 01: “Música Negra e Movimento Black Power”, com Dj Eugenio Lima, Membro Fundador do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos e da Frente 3 de Fevereiro, pesquisador da cultura afro-diásporica.