Matchfunding

O labExperimental realizou uma pesquisa sobre formas criativas de financiamento a projetos socioculturais, que foi contemplada no EDITAL PROAC Nº 29/2015 – ECONOMIA CRIATIVA e teve como foco pesquisar o Matchfunding.

E EM OUTUBRO DE 2016 LANÇAMOS A PUBLICAÇÃO:

MATCHFUNDING, CAPTAÇÃO CRIATIVA

Baixe aqui o PDF para ler no computador:   Baixado 858 vezes

Baixe aqui o PDF para imprimir em casa:   Baixado 80 vezes
(frente e verso opção livro com 2 folhas por página)

O termo Matchfunding vem da junção das palavras em inglês, “combinação” e “financiamento”, e em português optou-se pela tradução livre financiamento misto.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que há diferentes categorias de investidores em um mesmo projeto, sendo sempre a sociedade civil (pessoas físicas) uma parte dele, e a outra um parceiro com maior potência de investimento financeiro, chamadas aqui de instituições financiadoras (pessoas jurídicas), podendo ser empresas, fundações ou institutos, ou até o poder público – ainda inédito no Brasil.

O funcionamento do matchfunding é bem simples, porque o modelo não é engessado, ou seja, ele pode ser adaptado a diferentes formas e contextos, desde que contemple uma parte dos recursos oriundos via financiamento coletivo e outra parte – 20%, 30%, 50% , 80%, enfim, qualquer porcentagem – via uma instituição financiadora que aporte recursos para potencializar o investimento obtido junto da sociedade civil.