Convidado – Breno Castro Alves

Breno Castro AlvesOutro convidado que tivemos nessa edição do Lab.E foi o Breno Castro Alves. Breno é editor do Espaço Humus, um ateliê digital que trabalha com “produção de conteúdo no meio do caminho entre comunicação e arte”, como eles mesmos se definem, e que se divide em três eixos: arte, política e cultura.

O papo começou com Breno contando um pouco da sua trajetória de vida e seus questionamentos profissionais – o início da sua carreira como jornalista, sua aproximação com educação, seus projetos com cartografia afetiva.

Segundo Breno, a cartografia afetiva é um processo de busca do que cada um de nós reconhece no mundo e o que nos toca. Ao contrário da cartografia tradicional, que leva em contato os espaços físicos e geográficos, a cartografia afetiva mapeia nossas emoções e sentimentos em relação a um determinado local. Os cômodos de uma casa, por exemplo, podem ser maiores ou menores de acordo com a importância que possuem para nós, e não seu tamanho real. A pergunta principal da cartografia afetiva é “o que é tão importante para entrar neste mapa que você está construindo?”. Nela, não existe certo e errado, ela é um mapeamento das relações invisíveis que criamos com o nosso entorno.

Uma parte importante da conversa foi o seu relato sobre um trabalho de cartografia afetiva realizado por ele na escola Canuto do Val, em São Paulo, e que pode ser conferido integralmente aqui. Ele nos contou detalhes do processo e de como a educação formal não leva em conta questões levantadas pela cartografia afetiva e que precisam ser trabalhadas também nos espaços educacionais. Em seguida, discutimos como essa oficina poderia ser realizada pelos oficineiros do Lab.E, com suas respectivas turmas.

Para fechar o encontro, Breno contou sua experiência com o festival de rua Baixo Centro, que trabalha com a perspectiva de ocupação de espaços públicos e sua transformação em ambientes de convivência, mais do que apenas locais de passagem, e que defende que “as ruas são para dançar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *